Entenda a importância da participação dos pais na escola

 

O ritmo de vida cada vez mais acelerado de grandes cidades afasta as pessoas. Quantas vezes você já leu esta frase ou parou para refletir sobre ela? Os problemas causados por uma rotina atribulada atingem vários aspectos da vida contemporânea. E o ambiente escolar, infelizmente, não fica de fora dessa realidade. Um dos efeitos colaterais mais preocupantes, e que não tem recebido a devida atenção, acerta em cheio a educação de crianças e adolescentes: a falta de envolvimento dos pais na escola.

Enquanto correm e trabalham para garantir o futuro financeiro dos filhos, pais e mães parecem se esquecer de que boa parte da educação é papel fundamental deles. “Muitos pais não percebem que não é correto terceirizar a responsabilidade da educação total dos seus filhos para a escola. Esse não é nosso papel. Para que a criança se torne um cidadão para além da porta do colégio, é fundamental que os pais estejam ativos, presentes e engajados”, diz Karen Faber Di Gaspi, diretora do Colégio Da Vinci, de Limeira (SP).

 

Objetivo é oferecer a melhor educação

E a importância deste sentido mútuo de parceria entre pais e os responsáveis pelas instituições de ensino, embora frequentemente ignorada, nunca esteve tão presente. Afinal de contas, é preciso lembrar-se de que tanto os pais quanto as escolas têm um objetivo em comum: oferecer a melhor a educação possível aos alunos, criando profissionais de excelência e cidadãos conscientes de seu papel da sociedade.

Para chegar lá, é necessário criar mecanismos que busquem essa aproximação. Trazer os pais para participar ativamente dos processos educativos não só facilita o aprendizado, mas também cria um ambiente colaborativo, em que os desafios são pensados e superados conjuntamente. É como explica Daniel Gaspar, diretor do colégio Santa Marina, em São Paulo: “A escola não faz nada sozinha e, por isso, é essencial uma participação constante e muito consistente de todos os agentes envolvidos no processo educacional”.

 

Escolas têm papel importante

E as escolas, por meio de seus diretores e coordenadores, pode desempenhar um papel importante nessa aproximação: não basta convidar pais para reuniões, é preciso motivá-los a manter um diálogo contínuo, oferecendo recursos que facilitem a comunicação e que sejam adaptáveis à vida moderna. Sobretudo, é preciso convencer os pais da importância de estarem mais presentes no ambiente escolar — afinal, todos saem ganhando com essa integração, principalmente os alunos.

Para criar um ambiente propício a essa integração, é preciso que a escola faça parte do dia a dia dos pais, de suas conversas cotidianas com os filhos, que eles apoiem e respaldem o que a escola ensina. São medidas simples, mas como colocar em prática tudo isso se eles se mantêm distantes do ambiente escolar?

 

Envolvimento dos pais na escola é fundamental

Ser um pai ou mãe participativo não significa se relacionar com a escola somente para se manter informado sobre o desempenho escolar de seus filhos (e muitos não fazem nem este mínimo esforço). Envolver-se de fato vai muito além: é preciso que deem sugestões, decidam conjuntamente com professores, participem de atividades. Por sua vez, as escolas devem estar abertas a essas possibilidades e, principalmente, incentivá-las. “Todas as iniciativas que aumentam o engajamento dos pais na vida escolar dos filhos podem ter efeitos transformadores”, pontua Adriana Ijano Motta, pedagoga e secretária de educação de Limeira (SP).

A união entre pais e escola é, portanto, fundamental para o desenvolvimentos dos alunos. E você, concorda com as ideias levantadas neste port? Considera importante o envolvimento dos pais na escola? Participe da discussão deixando sua opinião nos comentários!

Fonte: blog.classapp.com.br

Leave Your Reply